Florianópolis, quarentena e os últimos meses

Florianópolis

Quem me acompanha nas redes sociais sabe que eu passei os últimos dois meses em Florianópolis. Depois de descobrir que não ia precisar voltar a trabalhar no escritório por um bom tempo decidi que queria sair da cidade, e como já tinha visitado Floripa no ano passado e gostado bastante decidi que era uma boa ideia a se tomar.

Estando dentro da cidade ás vezes a gente não nota a falta que a natureza faz, eu mesma, nasci e vivi a minha vida toda em São Paulo, os lugares que eu mais gosto no mundo são todos em cidade, e eu nunca tinha reparado que as minhas prioridades estavam todas erradas. A quarentena com certeza veio pra mudar nossa perspectiva das coisas, mas, quando ela começou eu comecei a querer mais e mais ficar no meio da natureza, e comecei a lembrar o que importa de verdade, spoiler: não são restaurantes e lugares que uma cidade oferece.

Florianópolis

Quando fomos pra Florianópolis, confesso que achei que seria muito tempo, mas quando acabou eu desejei não voltar…O lugar é com certeza um paraíso escondido de muitos turistas, acho que além de muitos brasileiros não viajarem dentro do Brasil, muita gente não costuma pensar no Sul quando está procurando praias, ainda mais no inverno. Mas lá de fato, é um lugar que te conecta com a natureza, mesmo sendo uma cidade bem grande (usando de comparação outros lugares que não sejam São Paulo, obviamente). Além das praias por lá serem incrivelmente bonitas e vazias, as pessoas são extremamente simpáticas, o que é algo que a gente nem imagina que faz diferença em um lugar, mas faz com certeza. 

Enfim, pra sumarizar um pouquinho desse meu tempo conectada com a natureza em Florianópolis, resolvi separar 3 lugares de lá que realmente me deram essa sensação de estar recarregada e reconectada com o planeta.

Parque Estadual do Rio Vermelho

Florianópolis

O Rio Vermelho é um bairro de Florianópolis que conta com esse chamado “Parque Estadual”, esse parque é simplesmente uma reserva com a natureza mais linda que eu já vi na minha vida, acabamos encontrando o lugar por acidente ao tentar sair da Praia de Moçambique (que eu já vou falar sobre aqui embaixo) e voltamos pra fazer algumas das trilhas que esse trecho oferece. Foi um dos lugares mais lindos que eu já vi na minha vida inteira, parecia um cenário de filme…Com certeza, estar lá me trouxe muita paz e uma energia incrível que só a natureza proporciona pra gente.

Praia de Moçambique

Florianópolis

A praia de Moçambique é uma das praias mais bonitas que eu já fui. É daquelas que a areia é branquinha e fofa, e o mar azul de brilhar os olhos. Além disso, é uma praia muito vazia, eu não vi nenhuma outra pessoa enquanto estava lá, tirando surfistas que estavam no mar.

Nos últimos meses eu aprendi também sobre a importância do chamado “grounding”, que nada mais é do que uma técnica terapêutica de wellness que simplesmente consiste em fazer atividades que te reconectem com a terra (em palavras mais simples: simplesmente por o “pé” na terra), essa técnica é explicada dizendo que as descargas elétricas da terra podem ter efeitos positivos no seu corpo. Pensando nisso, esse foi um lugar que eu pratiquei MUITO grounding e me fez muito bem, feliz e me fez sentir reconectada comigo mesma.

Trilha da Pedra da Boa Vista 

Florianópolis

Durante esses últimos meses de quarentena aprendi também que eu ADORO fazer trilha, é engraçado porque anteriormente eu JAMAIS ia acreditar que eu gostava de fazer trilha, eu me sentia a pessoa mais “da cidade” que vocês poderiam imaginar, então descobrir isso foi muito diferente e interessante. 

A trilha da Pedra da Boa Vista é uma das mais bonitas de Florianópolis, ela começa no bairro da Barra da Lagoa e tem uma vista surreal da ilha inteira, o percurso é super divertido e é uma trilha relativamente rápida, é legal também ir descobrindo qual o seu ritmo durante a trilha e se desconectar de fato do resto do mundo e se conectar na natureza.

Enfim, essa foi um pouquinho da minha experiência em Florianópolis e nesses últimos meses. Me contem aqui nos comentários o que foi que vocês descobriram sobre vocês mesmos durante a quarentena.

Um Beijo,

Nurah

Deixe um comentário